Home » » A primeira de 2010...

A primeira de 2010...


Duarte, alto, corpo musculado, experiente, quente, sensual e dono do maior e melhor pénis que algum dia vi!!!
Por Duarte sinto uma atracção forte, uma paixão intensa e sem dúvida uma amizade bonita... Sentimentos que nos deixam muito à vontade.
Ainda hoje partilhamos um ponto de vista comum relativamente a muitos factores que provocam o interesse de qualquer ser humano e curiosamente fomos colegas de turma na faculdade.
E foi na faculdade que tudo começou...
Recordo-me bem da primeira vez que ele me dirigiu a palavra. Tinha entrado na segunda fase, não conhecia ninguém e desde logo o seu olhar criou impacto no meu ser! Posteriormente surgiu uma pequena amizade transformada em rituais típicos de uma vida académica preenchida e traduzida em muitas horas de prazer...
Duarte é sem dúvida alguma uma das melhores recordações que guardo dos meus tempos de estudante. Todas as noitadas, todas as lembranças, o conhecimento com outras pessoas, o sabor da liberdade, as conversas mais ou menos longas (dependendo da situação), a descoberta de novos lugares, as madrugadas, o gosto de ser estudante, tudo isto com ele partilhei!

07-01-2010
18:13

Tem uma mensagem nova...

"Olá princesa! Então esse novo ano está a correr bem?
Sabes o que tenho em mente? Sair do trabalho, fazer 70 kms e oferecer-te um bom jantar! Aceitas?"


Confesso que adoro, ainda hoje, estar com Duarte... Olhá-lo é recordar os melhores momentos da minha vida! Estar com ele é uma experiência sempre nova, sempre diferente, sempre repleta de desejos, emoções e muita loucura!
É evidente que aceitei de imediato, seria um prazer revê-lo passados quase cinco meses.

Estava lindo (como sempre), com aquele perfume que eu tanto adoro e ele sabe...
Eu sensualíssima e bem maquilhada, bem ao gosto dele...
Foi um jantar prolongado, com direito a tudo!
Conversámos durante horas, falámos das nossas vidas profissionais, das nossas experiências pessoais, trocá-mos carícias, olhares cúmplices... e o mais curioso de tudo, é sentir que passados três anos da vida académica que partilhámos, há tanta coisa que continua intacta e bem viva em nós! Já não somos mais os veteranos de outrora que passeavam as capas negras nas tasquinhas da esquina... Mas continuamos tão próximos um do outro...

Terminado o jantar, é típico do Duarte (ainda hoje) guardar uma surpresa final!
Duarte tinha reservado um quarto no mesmo hotel onde noutros tempos passámos noites divinais e certamente que esta não seria excepção... e não foi!
O clima que rapidamente se criou dentro daquelas quatro paredes transformou-se numa procura sempre igual de prazer, sexo e muita luxuria à mistura.
Tinha saudades dele e sentia que tal sentimento era recíproco.
Duarte consegue facilmente fixar-me num imaginário de sensualidade e charme, num tempo que não foge, onde tudo é permitido e ousado!
Percorreu-me as minhas costas lentamente. Os seus dedos entraram dentro das minhas calças e quase me mataram de desejo.
Agarrou-me na nuca e penetrou-me com três dedos gulosos...
Delirei... Que saudades tinha daquela ágil forma de ser tocada!
Dei-lhe o meu corpo a provar, explorou-me com sede, sem vergonha nem medo!
Estava ansiosa por agarrar o seu pénis! Nunca eu vi outro tão grande e tão grosso! A fonte do meu maior prazer... Caramba até nisso Duarte é especial!
E de repente a respiração tornou-se ofegante no meu pescoço, beijou-me, excitou-me e como louca que fiquei despi o seu corpo num ápice.
Sem pedir licença quase lhe arranquei o pénis com a minha boca sedenta e totalmente preenchida por aquele mastro incrivelmente grande e grosso!
Duarte gemia desesperadamente enquanto exigia o máximo de mim!
Completamente molhada e louca de tesão chupei-o sem culpa, lambi-o com mestria enquanto a saliva me escorria da boca!
A tesão fê-lo tremer enquanto três dedos permaneciam dentro de mim, loucos, quentes e completamente descontrolados!

Duarte...
Estavas incrivelmente duro no interior da minha boca...
A vontade aumentava. Olhei-te. Parecias desesperado, quase a explodir... Olhei-te mais uma vez... Soltei-o da minha boca, ajoelhei-me aos teus pés e penetraste-me por trás e bem fundo, onde mais ninguém consegue chegar... Dizias-me que nunca me tinhas sentido tão húmida... para veres como me deixas quando estou contigo!
Gritei de prazer, de dor, de tanta tesão acumulada no meu corpo arrepiado...
Quis mais, pedi mais, tive mais!!!
Os gemidos ouviam-se longe enquanto insistias em rasgar-me a carne... Afastei um pouco mais as pernas.. Senti-me desejada quando simultâneamente os teus dois dedos esfregavam o meu clitóris... Enquanto puxavas os meus cabelos... Eras tu que dominavas toda a situação...
A força do desejo, a tua língua na minha boca, os mamilos rijos... Continuámos com maior intensidade...
Subitamente virei-me para ti, ofereci-te a minha boca e nela depositaste todo o néctar adocicado, resultado de um orgasmo intenso, prolongado e muito sentido!!!
E esta foi a primeira de 2010... para ambos!!! Mais uma para ficar na memória...

Quiçá o resto da noite fique para um próximo post...

Hoje levantar cedo e vir trabalhar não foi fácil... mas uma profissional nunca se verga!
Duarte, definitivamente farás sempre parte da minha vida! Adoro-te malho bom =)

0 comments:

Post a Comment

 
Support : Copyright © 2015. Celebrity Hot Wedding - All Rights Reserved