Home » » Inês

Inês


O bar estava practicamente vazio, à expecção de dois empregados que a olhavam de frente...
Eram olhares profundos que lhe rasgavam a alma de puro erotismo!
Inês deixava-se envolver, deixava-se penetrar fervorosamente por desejos que tais olhares lhe provocavam...
Sorrindo-lhes com alguma cumplicidade, levantou-se de forma sensual e dirigiu-se ao balcão, segura de si e do que iria dizer e fazer...
- Uma cuba livre para a mesa do canto!
Inês decidira mudar para outra mesa, esta mais escondida, mais espaçosa, que deixava antecipar quem se aproximava do bar... Tudo pensado ao pormenor!
Eram tantas as fantasias que lhe passavam em mente naquele momento...
Inês procurava uma noite de emoções fortes, uma noite toda ela dedicada à luxúria, à loucura, ao mais puro de todos os desejos...
Enquanto perdida por entre devaneios, uma sombra masculina aproximou-se na sua mesa... era um dos empregados que lhe trazia a bebida e um bilhete que dizia:
" MULHER LINDA DE OLHAR PENETRANTE... A SUA PRESENÇA PROVOCA EM MIM SENSAÇÕES QUE ME FAZEM TREMER DE PAIXÃO."
Inês ao ler o bilhete, acenou-lhe delicadamente e convidou-o a aproximar-se junto da sua mesa...
Naquele momento, depois de tantas trocas de olhares, já ambos estavam alterados e confusos com o desejo que sentiam...
Inês convidou-o entretanto a sentar-se a seu lado, sentindo que ele de facto tremia, suava... ao mesmo tempo que a olhava intensamente de cima a baixo, num jogo de olhares cada vez mais provocante... Completamente entregue ao desejo que o consumia ao olhar aquele decote profundo, Telmo sem pensar duas vezes passou os dedos nas pernas semi abertas de Inês.
Inês, desejosa de ser tocada, gostou e acariciou-lhe o pescoço de forma sensual...
As bocas aproximaram-se tocando-se levemente, as línguas soltaram-se em movimentos gulosos que despertavam ainda mais o prazer que já sentiam...
Despreocupados com o que se passava em redor, Inês foi convidada a descer sobre aqueles abdominais firmes e suados...
E assim deslizou para baixo da mesa, ajoelhando-se à sua frente, olhando-o nos olhos enquanto explorava aquele pénis duro e húmido.
Já não escondiam o desejo que sentiam, nem a volúpia nos olhares que ambos trocavam com o outro empregado que os olhava atentamente.
Inês pensou seriamente na possibilidade de poder dominar aqueles dois homens... e da simples imaginação à realidade foi um ápice...
Telmo vibrava com os movimentos da língua de Inês.
Inês deliciava-se com aquele pénis que adorava sentir dentro de sua boca quente.
Claúdio aproximava-se, avançando apressadamente para uma aventura sem igual.
Inês abocanhava Telmo sofregamente enquanto observava a dureza de Claúdio.
Inês pensava no quanto lhe apetecia sentir dentro de si o pénis de Claúdio, que o mesmo não conseguia disfarçar dentro das calças de tecido. Aquele sexo prometia ser bastante avantajado o que provocou mais vontade e desejo em Inês, que delirava com a ideia de poder dividir o prazer por ambos...
Claúdio não aguentou mais a tesão que sentia, e repentinamente levantou as ancas de Inês, retirou o seu sexo quase a explodir de prazer das calças, desviou a tanga de Inês e penetrou-a de uma só vez...
Inês estava excitada, tão excitada que soltou um forte gemido de prazer...
Poder ter aqueles dois homens só para ela deixou-a completamente louca...
Aqueles movimentos voluptuosos, o desejo dela, a vontade deles, a partilha da tesão, fê-la pedir por mais...
Perdidos em carícias, em palavras acesas pelo calor da luxúria, trocaram de posições numa ânsia louca de antecipação do prazer...
Nesta fase já os três tinham perdido o controle da situação, Inês era apalpada e explorada por mãos vigorosas que desciam pelo seu corpo...
Duas mãos tocavam as suas mamas... os mamilos saídos que Telmo adorava chupar... outras duas acariciavam o seu clitóris saliente, o que a levou a pedir mais, muito mais...
Era a vez de Telmo a preencher...
Inês continuava tão molhada que Telmo enterrou o seu sexo inteiro de uma só vez! Nunca se tinham sentido tão excitados...
Inês latejava por todo o corpo...
Telmo não parava de a penetrar...
Claúdio masturbava-se freneticamente ao ver a deliciosa Inês deleitada de prazer, desejando senti-la mais uma vez...
Assim, aproximou-se do seu traseiro, começou a abrir caminho com os dedos, a acariciar-lhe o ânus de forma rápida e forte... até que ambos a penetraram até ao fundo...
Inês ao sentir-se penetrada por dois pénis, soltou um grito de prazer tal que a fez explodir de prazer...
Pouco tempo depois também Telmo e Claúdio manifestaram o seu prazer provocado daquela maneira completamente selvagem...

0 comments:

Post a Comment

 
Support : Copyright © 2015. Celebrity Hot Wedding - All Rights Reserved